Minha foto
Advogado com atuação exclusiva na área de direito médico e da saúde. Especialista em Responsabilidade Civil na Área da Saúde pela FGV-SP. Pós-graduado em Direito Médico e da Saúde. Coordenador do curso de Pós-graduação em Direito Médico da Escola Paulista de Direito (EPD). Presidente da Comissão de Direito Odontológico e da Saúde da OAB-Santana/SP. Docente convidado dos cursos de Especialização em Odontologia Legal da FORP-USP (Ribeirão Preto/SP), da ABO-GO (Goiânia), da ABO-RS (Porto Alegre) e da FO-USP (São Paulo/SP). Docente convidado da FUNDECTO no curso de Perícias e Assessorias Técnicas em Odontologia. Docente convidado do curso de Bioética e Biodireito do HCor. Docente convidado de cursos de Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde (Einstein, Inspirar e UNISA). Especialista em Seguro de Responsabilidade Civil Profissional para Médico, Cirurgião-dentista, Hospital e Laboratório. Autor da obra: "COMENTÁRIOS AO CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA - Resolução CFM nº 1.931/2009". Mestrando em Odontologia Legal e Deontologia pela UNICAMP (FOP).

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Nota de esclarecimento

Na qualidade de Presidente do Conselho Federal de Odontologia, diante da campanha publicitária DentalWeek veiculada pelas empresas Dental Cremer em parceria com a Oral B, se faz necessário fazer os seguintes esclarecimentos à toda classe odontológica e também à sociedade:

Inicialmente cumpre ressaltar, que o Código de Ética Odontológica veda terminantemente o anúncio e a publicidade de concessão de descontos em tratamentos odontológicos.

Cabe salientar, ainda, que o Sistema CFO/CRO’s não somente está atento à veiculação de toda e qualquer campanha desta natureza, como tomará as medidas administrativas e judiciais que se fizerem necessárias.

Por fim, imperioso frisar que a valorização do profissional da odontologia perante a sociedade, que é uma luta constante do Sistema CFO/CRO’s, não pode ser atingida por campanhas que ferem a imagem do cirurgião-dentista, a dignidade da profissão e impõe características mercantilistas à relação profissional-paciente.

Assim sendo, rogamos a estrita observância da conduta ética pelas empresas autoras da ideia, cancelando tal ação, a fim de que seja preservado o seu maior patrimônio, qual seja, “o Cirurgião-Dentista”.

Brasília, 07 de junho de 2017.

Juliano do Vale
Presidente

Fonte: http://cfo.org.br/destaques/nota-de-esclarecimento/